Comentários

    Como engajar clientes do e-commerce?

    Engajar clientes fará bem para a saúde financeira do negócio. Daí a necessidade de entendê-los e prestar atenção neles, pois esse público é fundamental para o seu e-commerce.
    By Rafael Franco

    engajar clientes fará bem para a saúde financeira do negócio. Daí a necessidade de entendê-los e prestar atenção neles, pois esse público é fundamental para o seu e-commerce.

    Engajar clientes pode ser uma tarefa difícil se não houver um planejamento com ações objetivas e eficazes. O engajamento é um dos pilares do marketing, uma vez que possibilita conquistar e reter potenciais consumidores para o negócio.

    Nesse contexto, é indispensável entender o comportamento do cliente e aproximar-se dele de uma forma mais intimista.

    Essa relação deve ser pautada na confiança e nos anseios do público. Sabendo disso, aprenda, neste post, como aumentar o engajamento dos clientes do seu e-commerce!

    Como engajar clientes?

    Em linhas gerais, não há uma fórmula secreta para engajar e, consequentemente, gerar conversões, mas, sim, um caminho que envolve planejamento, mensuração de resultados e ações pontuais que estimulem a interação entre marca e consumidor.

    Acompanhe as sugestões:

    1. Conte a sua história

    Você pode tanto contar a sua história por meio da marca ou de seus produtos. Revele quem são as pessoas envolvidas com o e-commerce e por que atuam no segmento. Pode ser por meio de blog posts, redes sociais, ou área específica do site.

    Nesse conteúdo, você deve apresentar os princípios em que a marca acredita. Essa é uma forma de se aproximar do cliente, tendo em vista que as pessoas criam laços afetivos com as histórias que conhecem. Dessa forma, é possível agregar mais valor aos produtos.

    2. Produza conteúdo

    Não é de hoje que batemos na tecla do conteúdo. Ele é capaz de informar, engajar o cliente e aumentar sua confiança na marca. Para isso, é importante conhecer os problemas, interesses e sonhos dos clientes e apresentar soluções.

    Isso vale não só para as postagens em blogs e redes sociais, mas também para a descrição dos produtos. Explique aos seus clientes que suas mercadorias possuem mais do que características técnicas.

    Elas tem uma história, resolvem um problema e podem gerar um sentimento no usuário. Tudo isso deve ser explorado.

    3. Aproxime-se do seu público

    Foi-se o tempo em que as marcas eram distantes dos clientes. Elas criam relacionamentos por meio de uma comunicação intimista, querem escrever uma história de crescimento junto com o cliente. Mas como fazer isso?

    Entrando no mundo do consumidor, enfatizando seus gostos e comportamento. As redes sociais são ótimas para isso, uma vez que permitem maior diálogo com o público do que outros canais.

    4. Atenda bem o consumidor

    Engajar é sinônimo de atendimento de qualidade e ágil no momento em que seu cliente precisar.

    É necessário fazê-lo acreditar que a marca é um pilar ao qual ele pode recorrer sempre que precisar e que você não vai decepcioná-lo.

    Portanto, procure responder aos seus questionamentos rapidamente e resolva os problemas conforme surgirem.

    Um bom atendimento gera uma experiência de compra rica, aumentando as chances de recomendações e retorno.

    5. Tenha um pós-venda interessante

    O relacionamento com o cliente não termina quando a compra é finalizada. Pelo contrário, é o início de um novo ciclo que começa com seu interesse em saber como foi a compra, se faltou algo e se o atendimento foi satisfatório.

    Entender esses fatores vai ajudar a disponibilizar ofertas e conteúdo conforme o perfil e as necessidades de seu público.

    Em linhas gerais, é preciso pensar nos seguintes pontos:

    • Cumpra aquilo que prometeu;
    • Tenha em mente que o cliente merece o melhor;
    • Não deixe o problema para depois;
    • Sinta interesse pelo seu cliente;
    • Tente estar sempre um passo à frente;
    • Nunca esteja ocupado demais para seus consumidores;
    • Saiba que nem sempre o cliente está certo e nem sempre ele está errado;
    • Veja os seus funcionários também como possíveis clientes.

    6. Ofereça descontos e benefícios

    Nada de dar descontos que o seu cliente pode conseguir em outro lugar ou que não pareçam descontos.

    Lembre-se da parte da confiança, afinal, o cliente não gosta de se sentir enganado. Descontos muito pequenos ou condições que não se mostrem interessantes não vão atrair fãs para o negócio. Ao contrário, podem abrir brechas para uma publicidade negativa.

    O ideal é ter uma proposta convincente e que mostre seu interesse em satisfazê-lo. Lembre-se também de que os descontos concedidos para os clientes que voltam aumentam o engajamento.

    7. Explore o e-mail marketing

    O e-mail marketing é uma ferramenta eficiente, ainda mais do que se imagina. Ele permite entregar conteúdo de valor periodicamente, independentemente do estágio que o cliente esteja dentro do funil de vendas. Os e-mails possibilitam estender o relacionamento com o consumidor.

    Não vale comprar listas prontas, pois a prática de enviar mensagens a quem não as solicitou pode ser um erro.

    O ideal é criar uma lista, por meio de solicitações enviadas aos clientes, e separar os contatos em grupos, de acordo com preferências e comportamentos.

    O passo seguinte é criar campanhas específicas para cada grupo explorando essas características.

    8. Permita que o cliente crie conteúdo para você

    Comece com comentários nos produtos. Além de aumentar as chances de fechar a compra, os comentários podem ser lidos por outros usuários, ajudando na decisão destes de optar por sua proposta.

    Mesmo as críticas negativas podem ser contornadas e servir para mostrar que você se preocupa com a satisfação dos clientes.

    Permita que seus clientes criem artigos no blog, reviews e guest posts relacionados a experiência com seus produtos e serviços.

    Essa estratégia aumenta o engajamento, melhora o ranqueamento nos dispositivos de buscas, gera uma publicidade positiva para o negócio, entre outros benefícios.

    9. Monitore os resultados

    Essa dica vale para as conversões do e-commerce e para os canais utilizados, como redes sociais e blogs.

    Basicamente, você deve saber quem viu a publicação, quem compartilhou e quem continua acompanhando a sua marca. Esse monitoramento é essencial para aperfeiçoar a estratégia, oferecer produtos, conteúdos e serviços direcionados para seu público.

    O monitoramento permite entender o cliente, a relação da sua marca com ele, as práticas que estão dando certo e os pontos que precisam de ajustes.

    Tanto o site quanto os canais possibilitam o monitoramento em tempo real, sendo indicado fazer o balanço de como foi o desempenho em intervalos predeterminados (semanal, quinzenal, ou mensal).

    Por que é importante engajar clientes?

    Primeiro: sai mais barato manter um cliente do que prospectar um novo.

    Segundo: 70% das pessoas que compram na sua loja podem fazer isso novamente, enquanto novos consumidores têm 5% a 20% de chance de retornar a comprar.

    Terceiro: os clientes farão uma publicidade positiva se acharem que fazem parte do crescimento da sua marca.

    Por esses e outros motivos, engajar clientes fará bem para a saúde financeira do negócio. Daí a necessidade de entendê-los e prestar atenção neles, pois esse público é fundamental para o seu e-commerce.

    Gostou do que leu? Aproveite e siga nossa fanpage, onde partilhamos bastante conteúdo relevante. Confira!

    Categorias:
      E-commerce  
    esse post foi compartilhado 0 vezes
     100
    Sobre

     Rafael Franco

      (69 posts)

    Rafael Franco é fundador da Alphacode, programador, especialista em TI com mais de 15 anos de mercado, apaixonado pela tecnologia e como ela pode influenciar nossas vidas.