Comentários

    Como montar uma loja virtual de sucesso

    Quer aprender a montar uma loja virtual de sucesso? Confira todos os detalhes nas dicas que listamos abaixo.
    By Rafael Franco

     

    O presidente do Conselho de Comércio Eletrônico da Federação do Comércio do Estado de São Paulo (Fecomercio/SP), Reinaldo Mastellaro, e o CEO da Ebit, Pedro Guasti, estimam para 2017 um crescimento entre 10% e 15% para o e-commerce brasileiro.

    A estimativa foi alcançada com base na análise da Pesquisa Conjuntural do Comércio Eletrônico, realizada entre as duas entidades (Ebit e Fecomercio/SP). Mesmo diante da crise que preocupa os investidores, o e-commerce nacional conseguiu crescer 8% em 2016.

    Isso significa que ainda há espaço nesse mercado para que novos empreendedores possam colocar em prática as suas ideias. Para que essa seja uma iniciativa que renderá bons resultados, nós destacamos neste post as melhores práticas para quem deseja montar uma loja online.

    Quer aprender a montar uma loja virtual de sucesso? Confira todos os detalhes nas dicas que listamos abaixo! Boa leitura!

    Planejamento

    Essa é a primeira e mais importante etapa da criação de um e-commerce. Não há como montar uma loja virtual de sucesso sem que haja dedicação, esforço e investimento em um bom planejamento.

    É durante essa fase que você identificará o objetivo de seu negócio, saberá como anda o mercado no qual pretende atuar e entenderá mais sobre os seus concorrentes — como o que eles oferecem de diferencial.

    O planejamento deve ser feito com foco no público, pois as informações levantadas durante o processo refletirão na maneira como a sua loja virtual se posicionará diante dos consumidores.

    Pesquise sobre segmentos de mercado para saber em quais nichos há mais demanda.

    Contabilidade

    Para cuidar da contabilidade de seu negócio virtual, não é necessário ser um expert em impostos e questões tributárias. Na verdade, o essencial é que você esteja inteirado sobre quais impostos se aplicam à sua empresa.

    Dependendo da modalidade — se você comercializa mercadorias ou faz prestação de serviço —, as taxas podem variar. O regime tributário também dependerá do seu faturamento e, por isso, você deve estar corretamente inserido no MEI (microempreendedor individual) ou no Simples Nacional, por exemplo.

    Se você não tem muito tempo ou paciência para lidar com essas questões, o melhor a fazer é buscar o auxílio de um profissional da área. Contar com uma empresa de gestão contábil é o ideal, tanto para cuidar dessa parte quanto para ajudar você a melhorar a sua gestão financeira — sobre a qual trataremos no tópico abaixo.

    Gestão financeira

    Já que falamos sobre contabilidade, vale a pena entrar no assunto administração financeira. É muitíssimo importante que você saiba gerenciar os custos e investimentos da sua empresa virtual, de forma a dividir o seu dinheiro e o dinheiro da empresa.

    Inicialmente, estude sobre fluxo de caixa e aprenda a fazer o seu. Dessa forma, você terá controle total sobre toda a movimentação financeira do seu e-commerce.

    Plataforma de e-commerce

    Na etapa anterior do planejamento, você conseguiu listar todas as necessidades e oportunidades da sua loja virtual. Agora, chegou o momento de colocar as mãos na massa e transformar o que ainda é teoria em prática.

    Antes de escolher uma plataforma de e-commerce com base no menor preço, saiba que essa decisão deve ser tomada a partir das necessidades do seu negócio. Analise detalhadamente o máximo de opções disponíveis no mercado.

    Meios de pagamento

    As lojas virtuais têm, como meios de pagamento, três opções: intermediadores de pagamento, gateways de pagamento ou integração direta com as operadoras. Se você está empreendendo pela primeira vez no comércio eletrônico, recomendamos que você opte pelos intermediadores de pagamento.

    Eles também são conhecidos como facilitadores. Estamos falando de soluções como Mercado Pago, PayPal, BCash! e PagSeguro.

    Os facilitadores oferecem diversas formas de pagamento para os clientes de uma loja virtual: cartão de crédito, cartão de débito, boleto bancário, transferência on-line e carteira virtual. Além disso, eles são os responsáveis pelos sistemas antifraude que protegem as compras dos seus consumidores.

    Lojas que já possuem um volume maior de venda encontram nos gateways de pagamento uma solução mais adequada, pois eles fazem a integração do seu negócio com administradoras bancárias. Já a integração direta com as operadoras exige um conhecimento mais avançado tanto de programação quanto de negociação.

    Equipe de trabalho

    Para gerir uma loja virtual você precisará de alguém que entenda o ambiente virtual. Ainda que você seja um ótimo administrador, é imprescindível saber como esse mercado funciona.

    Um exemplo disso é a inserção de um sistema para pagamentos online. É preciso que você certifique-se de que ele é seguro — por isso, tenha com quem contar na hora de ajustar esses pontos.

    Sistema de segurança

    No entanto, isso não isenta o seu negócio de investir em um sistema de segurança que proteja os dados de seus clientes, que ficam armazenados nos históricos de compras. É extremamente importante contar com um sistema de segurança para garantir a confiança de cada cliente, impactando positivamente na taxa de conversão da loja.

    Conteúdo

    O que acontece quando um consumidor é atraído para a sua loja virtual? Ele vai querer ver informações como o preço, o valor do frete, as formas de pagamento e mais detalhes sobre o produto ou serviço que será adquirido, não é verdade?

    Caso não encontre as informações que deseja, é quase certo que ele vá buscá-las em outro lugar — provavelmente nos seus concorrentes. É por esse motivo que você deve investir em conteúdo de qualidade.

    Os fabricantes dos produtos fornecem as informações básicas para todas as lojas virtuais. Porém, cabe aos gestores a decisão de usá-las do jeito que chegaram ou não.

    É importante também que você tenha muitas imagens de um mesmo produto, apresentando-o nos mais diversos ângulos. Isso ajuda a suprir a necessidade de tocar o item com as mãos.

    Marketing digital

    O que você faz depois de montar uma loja virtual? Acomoda o corpo em sua cadeira e espera que os consumidores a encontrem nesse vasto oceano que conhecemos como internet? Melhor não, concorda?

    Além de informar seus consumidores com um conteúdo de qualidade, prepare-se também para divulgar o seu negócio. O mercado é muito competitivo e todos os dias surgem novos players dispostos a abocanhar uma fatia de participação.

    Um bom curso de marketing digital pode ajudar você nessa jornada — ou opte pela contratação de uma agência especializada em varejo online.

    Logística

    Agora que os seus consumidores conseguem encontrar o seu negócio na internet e ter acesso a informações de qualidade que convertam em vendas, chegou o momento de entregar o que foi comprado. Vamos falar um pouco sobre logística?

    Engana-se quem pensa que ela se resume à entrega de um produto. Para que ela funcione bem, é preciso definir uma estratégia que envolva os parceiros certos.

    Caso o produto seja entregue danificado, fora do prazo combinado ou em um modelo diferente do anunciado, a reputação de seu negócio passa a ser questionada. Quer ver como isso acontece? Dá uma olhada nas reclamações que são feitas no site Reclame Aqui.

    Assistência jurídica

    “Quando minha loja virtual precisará de um acompanhamento jurídico?”, você pode ter se perguntado. A legislação exige, ainda, outros cuidados por parte do empreendedor: você deve conhecer algumas condições e termos — como políticas de privacidade, trocas e devoluções, por exemplo. Nos últimos casos, os prazos vigentes devem ser considerados.

    Bastante coisa, não é? É por isso que seu negócio precisa de assistência jurídica.

    A assistência jurídica encerra a nossa lista de dicas de como montar uma loja virtual. Encare todas essas etapas com seriedade e compromisso, pois a satisfação de seus consumidores deve vir sempre em primeiro lugar.

    Começar seu negócio no e-commerce não é difícil. Contudo, para ser bem-sucedido, é preciso que tudo seja pensado e executado conforme as dicas que mencionamos neste post! Você se sente preparado para montar uma loja virtual de sucesso? Deixe um comentário e aproveite para esclarecer suas dúvidas!

     

    Categorias:
      E-commerce  
    esse post foi compartilhado 0 vezes
     000
    Sobre

     Rafael Franco

      (58 posts)

    Rafael Franco é fundador da Alphacode, programador, especialista em TI com mais de 15 anos de mercado, apaixonado pela tecnologia e como ela pode influenciar nossas vidas.