Comentários

    Blog da Alphacode

    Aqui você acompanha nossas dicas para você empreendedor que procura as soluções de Tecnologia mais efetivas para sua empresa.

    6 cuidados ao escolher um desenvolvedor de app

    maio 25, 2017
    Escolher um desenvolvedor de app certamente definirá o futuro da sua estratégia mobile. Afinal, estamos em um ambiente extremamente competitivo, em que novidades são lançadas diariamente. Portanto, sem um aplicativo completo — o qual combine interface gráfica com funcionalidade e experiência do usuário —, sua empresa estará simplesmente jogando dinheiro fora. Nesse sentido, a qualidade das empresas de desenvolvimento varia bastante: há aquelas que absorvem profissionais pouco qualificados e delegam os serviços para estagiários enquanto há outras que exigem uma qualificação sólida com especializações e experiência na área. Também há uma discrepância muito grande entre o preço e os serviços oferecidos. Assim, você pode contratar uma empresa por um preço inicial excelente, mas ter de investir bastante para escalar ou dar um upgrade na plataforma. Desse modo, durante o lançamento dela, você corre o risco de se arrepender por não ter dado atenção a algum ponto essencial antes da contratação. Além disso, mesmo entre as melhores, há aquelas que são mais apropriadas para determinada plataforma ou para determinado pacote de serviços. Então, você precisa ter bastante cuidado para escolher a empresa ideal para o seu projeto em específico. Por isso, escrevemos este post para orientar a sua escolha. Boa leitura! 1. Busque informações sobre a capacitação da equipe Um dos principais pontos que garantirão o sucesso do seu projeto de app é a escolha de uma equipe com experiência e qualificação suficientes para executá-lo. A experiência é medida pelos projetos anteriores nos quais ela trabalhou. Assim, toda empresa e desenvolvedor têm um portfólio com seus projetos anteriores mais importantes. Por isso, dedicaremos o próximo tópico somente para esse assunto. Já a capacitação vai além da experiência. Ela também envolve a qualificação da equipe, a qual é medida por cursos, pós-graduações e treinamentos feitos por membro. Inclusive, hoje em dia, considera-se que a graduação não consegue formar completamente os profissionais da área da Ciência da Computação, sendo somente uma introdução ao tema. Por isso, é necessário que os membros da equipe tenham se especializado — ou, ao menos, tenham muita experiência — em uma área do TI, para desenvolverem bem um software e seu design. Além disso, há também a questão da diversidade do time de desenvolvimento. Há alguns que são constituídos por somente um desenvolvedor, outros por desenvolvedores e designer e há ainda aqueles que são bem completos. A seguir, está uma lista de profissionais que podem se envolver no seu projeto: Designer É quem vai criar todo o design das interfaces do seu app. Ele deverá ter bons conhecimentos de estética, usabilidade e experiência do usuário. Com isso, você garante um app bonito e agradável de usar. Nas equipes, eles também podem ser chamados de Front End Engineer ou Front End Designer. Webdesigner Com uma função semelhante à anterior, ele aplica os mesmos princípios do designer para o visual das páginas Web. Assim, ele deverá ter um especial cuidado de manter a responsividade — capacidade de um app de se adaptar a diferentes modelos de smartphone e tablet. Analista de sistemas Ele provavelmente será o primeiro com quem você vai conversar, pois é quem

    9 dicas infalíveis de como vender na internet

    maio 24, 2017
    Mesmo em meio ao cenário político e econômico delicado, o e-commerce mostrou-se viável aos investidores. Contudo, é necessário ter uma estratégia eficiente, capaz de atender às demandas do consumidor e do negócio. Acompanhe nossas dicas de como vender na internet! Veja os números do mercado brasileiro Em 2016, o faturamento do mercado virtual brasileiro chegou aos R$ 44,4 bilhões, o que representa um aumento de 7,4% se comparado ao ano anterior. Os números são da Ebit, que mostrou também a perspectiva de faturamento em 2017. Segundo ela, os números devem superar os R$ 47 bilhões. Aprenda como vender na internet Não existe um mapa da mina, mas sim um caminho moldado a partir de pesquisa, acompanhamento do comportamento do consumidor e das métricas de desempenho do negócio. Vamos às dicas: 1. Esteja preparado para vender na internet Isso quer dizer que você precisará de um planejamento que vai incluir aspectos como os investimentos necessários, como você vai vender, qual a plataforma que usará, quais os fornecedores, qual o seu público-alvo, quais são os concorrentes e qual será sua estratégia de marketing. Montar um negócio na web pode ser lucrativo, mas será preciso um planejamento sólido, que também deve incluir metas a serem cumpridas em médio e longo prazo. Um plano de negócio interessante é o Business Model Canvas, em que o empreendedor pode ilustrar todas as fases iniciais do negócio para ter um direcionamento. 2. Conheça o produto e o mercado Vender pela internet é como expor seus produtos na maior avenida do mundo, com várias marcas buscando o seu lugar. É preciso conhecer o produto, quem ele atinge e a concorrência. Dessa forma, você passa a entender o posicionamento de mercado, os custos e a viabilidade financeira, entre outros fatores para o sucesso do negócio. Uma ótima forma de conhecer o mercado é estudar a concorrência, sobretudo os líderes de mercado. O que eles fazem que está dando certo? O que poderia ser melhorado? Qual o posicionamento deles? Você não vai precisar copiá-los, mas sim moldar sua estratégia com um foco específico. Aprendendo com a concorrência, você verá como pode inovar, saberá o que eles não abordaram e entenderá quais nichos ainda não foram explorados. 3. Conheça os canais de vendas na internet Existem diferentes canais, porém vamos focar nos dois mais conhecidos: e-commerce e marketplace. Veja a diferença de cada um: E-commerce Similar a uma loja física, é um ambiente que possui todas as ferramentas para que um usuário possa escolher um produto, efetuar o pagamento e receber em casa. Vai exigir uma plataforma, a qual aportará toda a estrutura para a conclusão da venda. Marketplace Diferente da loja virtual que é destinada a uma só marca, o marketplace reúne vários vendedores em um só endereço da web. É parecido com um shopping center, uma vez que vários vendedores possuem um espaço para a venda, sem se preocupar com a infraestrutura, mas, em troca, pagam uma comissão por venda realizada. 4. Foque na experiência do usuário (UX) Se optar por vender em um e-commerce, terá que explorar as opções da UX. O foco

    Como engajar clientes do e-commerce?

    maio 23, 2017
    Engajar clientes pode ser uma tarefa difícil se não houver um planejamento com ações objetivas e eficazes. O engajamento é um dos pilares do marketing, uma vez que possibilita conquistar e reter potenciais consumidores para o negócio. Nesse contexto, é indispensável entender o comportamento do cliente e aproximar-se dele de uma forma mais intimista. Essa relação deve ser pautada na confiança e nos anseios do público. Sabendo disso, aprenda, neste post, como aumentar o engajamento dos clientes do seu e-commerce! Como engajar clientes? Em linhas gerais, não há uma fórmula secreta para engajar e, consequentemente, gerar conversões, mas, sim, um caminho que envolve planejamento, mensuração de resultados e ações pontuais que estimulem a interação entre marca e consumidor. Acompanhe as sugestões: 1. Conte a sua história Você pode tanto contar a sua história por meio da marca ou de seus produtos. Revele quem são as pessoas envolvidas com o e-commerce e por que atuam no segmento. Pode ser por meio de blog posts, redes sociais, ou área específica do site. Nesse conteúdo, você deve apresentar os princípios em que a marca acredita. Essa é uma forma de se aproximar do cliente, tendo em vista que as pessoas criam laços afetivos com as histórias que conhecem. Dessa forma, é possível agregar mais valor aos produtos. 2. Produza conteúdo Não é de hoje que batemos na tecla do conteúdo. Ele é capaz de informar, engajar o cliente e aumentar sua confiança na marca. Para isso, é importante conhecer os problemas, interesses e sonhos dos clientes e apresentar soluções. Isso vale não só para as postagens em blogs e redes sociais, mas também para a descrição dos produtos. Explique aos seus clientes que suas mercadorias possuem mais do que características técnicas. Elas tem uma história, resolvem um problema e podem gerar um sentimento no usuário. Tudo isso deve ser explorado. 3. Aproxime-se do seu público Foi-se o tempo em que as marcas eram distantes dos clientes. Elas criam relacionamentos por meio de uma comunicação intimista, querem escrever uma história de crescimento junto com o cliente. Mas como fazer isso? Entrando no mundo do consumidor, enfatizando seus gostos e comportamento. As redes sociais são ótimas para isso, uma vez que permitem maior diálogo com o público do que outros canais. 4. Atenda bem o consumidor Engajar é sinônimo de atendimento de qualidade e ágil no momento em que seu cliente precisar. É necessário fazê-lo acreditar que a marca é um pilar ao qual ele pode recorrer sempre que precisar e que você não vai decepcioná-lo. Portanto, procure responder aos seus questionamentos rapidamente e resolva os problemas conforme surgirem. Um bom atendimento gera uma experiência de compra rica, aumentando as chances de recomendações e retorno. 5. Tenha um pós-venda interessante O relacionamento com o cliente não termina quando a compra é finalizada. Pelo contrário, é o início de um novo ciclo que começa com seu interesse em saber como foi a compra, se faltou algo e se o atendimento foi satisfatório. Entender esses fatores vai ajudar a disponibilizar ofertas e conteúdo conforme o perfil e as

    Confira como aumentar a recorrência das vendas

    maio 17, 2017
    Um grande desafio para qualquer vendedor é aumentar a recorrência das vendas e obter um faturamento estável e sem surpresas no final do mês. A boa notícia é que é possível melhorar a previsibilidade de caixa investindo no público que já te conhece e que já fez negócios com o seu empreendimento. Obter a tão sonhada estabilidade de caixa é fundamental para saber exatamente com qual orçamento você pode contar para realizar novos investimentos e para planejar seus gastos pessoais. Para ajudar você nesse sentido, o artigo de hoje traz algumas técnicas para aumentar o número de vendas por meio da fidelização de clientes. Saiba por que investir na fidelização de clientes pode melhorar a recorrência das vendas Philip Kotler, famoso consultor de marketing, já disse várias vezes: “conquistar um novo cliente custa, em média, 5 vezes mais do que manter um atual”. Além de ser uma estratégia mais barata para aumentar a recorrência das vendas, investir na fidelização de clientes ainda faz com que eles se tornem potenciais promotores do seu empreendimento, indicando-o a parentes e conhecidos. Imagine possuir clientes fiéis ao seu negócio e que fortalecem a indicação boca a boca, aumentando a procura pelos seus produtos ou serviços? Esse é o cenário ideal de empreendedor, certo? No entanto, para concretizá-lo, é preciso investir em algumas ações específicas para conquistar de vez seus atuais clientes. Veja algumas delas nos tópicos a seguir! Veja 5 dicas de fidelização de clientes para aumentar a sua recorrência das vendas Entenda o perfil do seu cliente e personalize o atendimento Quando o assunto é fidelização de clientes, a principal dica é conhecer profundamente o perfil das pessoas que chegam até você. Para começar com o pé direito, é importante ter em mente a idade, o gênero, a profissão e os hábitos desse cliente em potencial para que o discurso de venda seja coerente com a realidade dele. Entendendo o perfil do seu cliente você vai conhecer quais são suas principais dores e quais são os melhores argumentos para captá-lo e convencê-lo a comprar o seu produto — além de fazer com que o seu cliente sinta a qualidade do seu atendimento, que será mais personalizado e direcionado para as suas necessidades. Cadastre seus clientes e use a estratégia de e-mail marketing Uma ótima dica para aumentar a recorrência das vendas é implantar um sistema de cadastramento de clientes em sua empresa para criar uma base de e-mails de pessoas que já conhecem seus produtos ou serviços. Assim, com esses contatos em mãos, você poderá investir em uma estratégia eficaz de e-mail marketing, enviando aos seus clientes informações sobre novos produtos, promoções e outras dicas relacionadas ao serviço ou produto que você oferece em seu empreendimento. Pesquisas indicam estatísticas reveladoras sobre o e-mail marketing: 92% dos adultos que estão presentes online utilizam o e-mail. Dessa taxa, 61% o verificam diariamente (Pew Research); 72% dos consumidores definiram o e-mail como a melhor via para receber informações sobre empresas e marcas (MarketingSherpa). Esses são dados

    Aplicativos híbridos x nativos, quais as diferenças e quando utilizar?

    maio 14, 2017
    Muitos clientes procuram nossa equipe com muitas dúvidas sobre o mundo mobile e sem saber qual é a melhor solução para o seu negócio, e a nossa resposta sempre é: Depende. Sim, pois de acordo com o momento do seu negócio e o objetivo que você deseja atingir existe uma tecnologia mais adequada. O que são aplicativos híbridos? Aplicativos híbridos são aplicativos baseados em tecnologias WEB como Html, Javascript e CSS que tentam simular as interfaces dos sistemas Android, iOS e Windows e que ao final do desenvolvimento é compilado utilizando webviews e pode ser publicado na AppStore e na Google Play. Quais os pontos positivos dos aplicativos híbridos? Existem diversos, confira alguns abaixo: Preço: O custo de desenvolvimento de aplicativos híbridos é consideravelmente menor do que o de desenvolvimento nativo Agilidade: Como o código é baseado em tecnologia Web e totalmente compartilhado entre as plataformas o tempo de desenvolvimento também é muito reduzido. Flexibilidade visual: As interfaces criadas com o uso de tecnologias web possuem uma maior flexibilidade para implementação de interfaces customizadas. Facilidade de testes: Por se tratar de tecnologia web, o aplicativo pode ser testado facilmente inclusive em um navegador web o que facilita o ciclo de alterações. Quais os pontos negativos dos aplicativos híbridos? O principal ponto a destacar é a velocidade das interfaces construídas em Html que tendem a ser mais lentas que as interfaces criadas de maneira nativa o que pode ser um incomodo para aplicações que tem como objetivo velocidade de navegação offline ou uso de interfaces de sistema operacional. O que são aplicativos nativos? Aplicativos nativos são aplicativos baseados nas tecnologias nativas de cada plataforma, Swift ou Objective C no caso do IOS e Java no caso do Android e que usam apenas interfaces padrão de cada um dos sistemas operacionais. Quais os pontos positivos dos aplicativos nativos? Principalmente a questão da velocidade de interface que por utilizar componentes nativos traz uma experiência muito mais agradável ao usuário. Quais os pontos negativos dos aplicativos híbridos? O principal ponto é o custo, como o código não é compartilhado entre as plataformas são necessários dois times de desenvolvimento em tecnologias diferentes o que praticamente dobra o custo de desenvolvimento. Quando utilizar cada solução? A nossa recomendação é avaliar sempre quais são os objetivos do aplicativo e qual o momento da empresa. Para aplicativos que terão um ciclo de vida curto ou que sejam smart-ups apenas testando o mercado de forma inicial a tecnologia Híbrida vai trazer os melhores resultados de custo benefício,  agora se o aplicativo será desenvolvido para um negócio ja maduro e com um público exigente é valido utilizar a tecnologia nativa. É isso, espero ter esclarecido um pouco o assunto, se precisar de ajuda fale com os nossos especialistas hoje mesmo. Até a próxima.

    Como oferecer o melhor atendimento ao cliente

    maio 10, 2017
    Independente do tipo, tamanho ou segmento de atuação, o atendimento ao cliente sempre foi e sempre será um fator determinante para o sucesso de uma empresa. A forma de interação com os consumidores é, sem dúvida, um dos fatores que a coloca à frente da concorrência. Os empreendedores que ainda não levam isso a sério precisam repensar suas estratégias se realmente quiserem destaque no mercado! Afinal, os clientes estão cada vez mais exigente e a concorrência cada vez mais acirrada e é preciso ter sempre em mente como atualizar o seu negócio! Como você já deve saber, são os clientes que sustentam as operações de toda e qualquer organização. Por isso, satisfazê-los deve ser mais do que uma obrigação, precisa ser um compromisso prioritário! Você sabe como oferecer o melhor atendimento? Quer saber? Então continue a leitura e veja algumas dicas para conquistar seus clientes e fazer deles seus melhores aliados na divulgação dos seus produtos e serviços. Confira! 1. Conheça e entenda o seu cliente Em primeiro lugar, conheça profundamente as necessidades e dificuldades que seu cliente tem na vida cotidiana. Compreender quais são os problemas e exigências do seu público-alvo é fundamental para um bom atendimento. Antes de oferecer produtos ou serviços, procure saber o que leva os consumidores a lhe procurarem. Pergunte, investigue e, claro, coloque-se no lugar do cliente. Você precisa passar a mensagem de que se preocupa com ele, certo? Isso vale para todo tipo de negócio. 2. Tenha prazer em servir Isso mesmo, tenha prazer em servir. Ninguém gosta de ser atendido por quem não demonstre o mínimo de interesse em ajudar. Assim sendo, os vendedores ou atendentes de uma empresa devem ser movidos pelo desafio de resolver os problemas dos clientes. Um ponto a destacar é a necessidade de ser um bom ouvinte. A efetividade do atendimento consiste na habilidade de ouvir com cuidado, de modo a fazer com que os consumidores se sintam à vontade para expor suas dores. Quando as dúvidas e as dificuldades se transformam em satisfação, o atendimento é eficiente. E lembre-se: um cliente bem servido tende a falar bem da sua empresa para os demais. O contrário também é verdade, ou até pior, já que o resultado de um mal atendimento normalmente atinge um número maior de pessoas. 3. Mantenha uma comunicação S.C.O.T. Uma comunicação S.C.O.T. é aquela que preza pela Segurança, Clareza, Objetividade e Transparência. As informações devem ser transmitidas de modo a eliminar as dúvidas do cliente, simples assim. Entretanto, muitos vendedores falam demasiadamente, achando que estão passando uma ideia de maior conhecimento, o que nem sempre é verdade. Falar mais não significa necessariamente dar melhores informações, pelo contrário, às vezes isso pode deixar os clientes mais confusos do que antes. Quando as respostas não estiverem à disposição, peça um tempo para procurá-las e diga que retornará com a solução assim que possível. É assim que os atendentes devem agir, de maneira clara e transparente. Enrolar ou inventar respostas pode passar a impressão de insegurança, o que prejudicará a imagem do seu atendimento perante os consumidores. 4. Treine a sua equipe Não importa qual seja o tamanho da sua equipe, é essencial que seus membros estejam treinados e motivados. E isso começa já em um bom processo de

    Tudo que você precisa saber para transformar um projeto em realidade

    maio 1, 2017
    Transformar um projeto em realidade não é uma tarefa fácil. Podemos dizer — sem medo de errar — que a maioria dos projetos não saem da fase de planejamento. Por isso, é muito importante saber o que fazer para não ficar estacionado no mundo das ideias. Pensando nisso, elaboramos este post com tudo que você precisa saber para transformar um projeto em realidade. Esperamos que você curta a leitura. Acompanhe! Coloque sua ideia no papel Enquanto nossas ideias habitam somente a nossa mente, elas carecem de qualquer concretude. Assim, é comum alimentar sonhos ou devaneios e depois esquecê-los, sem jamais cumprir nenhuma meta. Então, o primeiro passo para transformar um projeto em realidade é colocá-lo no papel. Com isso, ao invés vez de pular de projeto em projeto, sem nunca completá-los, é fundamental eleger um para desenvolver e implementar. Afinal, é muito melhor uma ideia bem implementada do que meses de planejamento mental de um projeto perfeito que nunca será aplicado. Todos os empreendedores de sucesso tiveram de aprender essa lição algum dia. Além disso, ao colocar as ideias no papel, evitamos a perda de alguma informação muito importante. No entanto, só escrever as nossas notas mentais não ajuda a colocar o projeto em prática. É preciso sistematizar as ideias de uma forma que a ação se torne mais simples. Veja os passos a serem seguidos para tanto! Reúna todas as informações-chave Você deverá compilar todas informações sobre os elementos do projeto antes de desenvolver o planejamento dele. Por exemplo, você precisa saber o seu orçamento, que tipo de recursos humanos tem à sua disposição, quais são os custos e os prazos para cada uma das futuras etapas, além da sequência em que os diferentes aspectos do plano precisarão ser realizados. Defina o escopo do projeto Escreva uma visão geral do seu projeto que descreva sua missão, seus objetivos e os resultados desejados. Isso proporcionará uma visão geral do projeto para as partes interessadas, como investidores, sócios, clientes, entre outros detalhes importantes. Organize as informações visualmente Crie gráficos de fluxo de trabalho que acompanhem cada elemento do projeto individualmente. Por exemplo, se o seu projeto for a implementação de uma nova campanha de marketing, seus elementos podem incluir o novo design do logo, a criação de páginas na Web e o design de materiais colaterais. O componente do gráfico de fluxo de trabalho do plano do projeto incluirá as etapas individuais, assim como as tarefas para concluir cada uma delas. Crie metas inteligentes O segredo de realizar qualquer projeto é saber exatamente onde você quer chegar e quando. Ao iniciar um, muitas pessoas cometem o erro de deixar seus planos abertos, pois não querem se fechar a nenhuma oportunidade. Porém, ao fazer isso, acabam ficando perdidos e desorganizados durante a execução dos planos. Como consequência, acabam falhando sem concluir nada. Por isso, vamos explicar a metodologia mais utilizada mundialmente para produzir metas que realmente produzem resultados. Ela se chama “Técnica S.M.A.R.T.” em referência ao termo smart, que é traduzido como inteligente em português, sendo um acrônimo

    Fidelização de clientes: 5 maneiras de conquistar seus consumidores

    abril 25, 2017
    Para que uma empresa prospere e se mantenha em destaque em um mercado altamente competitivo, o empreendedor precisa compreender a importância que a fidelização de clientes tem para o negócio, independentemente do porte da organização. É preciso ter em mente que boa parte dos seus esforços devem ser direcionados para a conquista dos consumidores. Caso contrário, a concorrência tomará seu espaço, acredite! Outro ponto a considerar é o fato de que uma base de clientes fiéis é o maior patrimônio que sua empresa pode ter — afinal, eles trabalham como porta-vozes da sua marca, atraindo e engajando novos compradores. Você duvida disso? Então pare um pouco e pense em uma marca pela qual você tem um certo apreço. Pois bem, você por acaso nunca falou bem dos produtos e/ou serviços dessa marca para os seus amigos? Provavelmente sim, visto que é exatamente desse jeito que funciona a fidelização de clientes. Uma organização que faz isso com maestria é a Apple, que possui milhões e milhões de fãs em todo o mundo, denominados inclusive como “Apple Maníacos”. Essa gigante da tecnologia consegue transformar muitos dos seus clientes em fãs, algo extremamente difícil de se fazer. Ouse falar mal sobre os produtos Apple na frente de um desses clientes, por exemplo, e espere, pelo menos, por um olhar de desaprovação. Quer saber como obter o mesmo resultado com a sua empresa? Confira as dicas do nosso artigo de hoje e descubra como fidelizar clientes. Como fidelizar os clientes? Antes de mais nada, saiba que não há uma “receita de bolo” específica para fidelizar seus clientes. No entanto, nesse artigo separamos 4 dicas que certamente ajudarão você a conquistar seus consumidores. Continue a leitura! 1. Saiba tudo sobre seus clientes O primeiro passo para a fidelização dos seus clientes é saber tudo sobre eles. A melhor forma de fazer isso é por meio de um software de CRM (Customer Relationship Management ou Gestão de Relacionamento com os Clientes, em português). Essa ferramenta permite que você registre nomes, endereços, telefones, e-mails, datas de nascimento, perfis de redes sociais e mais uma série de informações sobre o seu cliente em um único lugar. Além disso, o software também possibilita o planejamento e o acompanhamento das atividades que dizem respeito ao atendimento, o que é muito importante. O relacionamento com os clientes deve ser visto como um ponto prioritário na sua estratégia de fidelização. 2. Atenda os clientes da melhor maneira possível De nada adianta ter informações sobre os seus clientes se você não tem um atendimento de excelência, grave bem isso. Certifique-se de prestar o atendimento que você gostaria de receber em seus melhores sonhos, procurando encantar o cliente com a forma com que sua empresa o trata. Por incrível que pareça, muitos empreendedores perdem as melhores oportunidades por pecar nesse quesito. Um cliente bem atendido se sente importante e seguro em saber que, se precisar de algo, será ouvido. Com isso, a tendência é que ele retorne ao seu negócio, podendo inclusive indicar você para

    Por que contratar soluções em tecnologia com profissionais

    abril 18, 2017
    Investir em soluções de tecnologia já não é mais considerado uma novidade: agora, essa prática é encarada como questão de sobrevivência pela maioria dos gestores de empresas, não importa o seu tamanho. Seja por meio do desenvolvimento de um aplicativo, de um site, de uma loja virtual ou de um sistema feito de forma personalizada para o negócio, o investimento em tecnologia é realidade para muitas delas. O perfil do consumidor brasileiro vem mudando ao longo dos últimos anos, com crescente aumento da preferência pelo acesso à internet pelos smartphones e pelas compras virtuais. Esse cenário tem obrigado as empresas a se reinventarem, lançando produtos e serviços que contemplem as necessidades e as expectativas de quem utiliza esse tipo de serviço online. No artigo de hoje, vamos explicar um pouco mais sobre as principais soluções em tecnologia para empresas e por que é imprescindível contratar profissionais para executar os serviços que exigem essa integração com o universo digital. Boa leitura! 4 formas de incluir a tecnologia no seu negócio A resposta para essa pergunta é: depende do seu negócio. No entanto, não podemos esconder que o investimento em soluções em tecnologia é uma tendência para grande parte das empresas, independentemente da área de atuação de cada uma delas. Se, no passado, as ferramentas tecnológicas eram desenvolvidas especificamente para grandes empresas, que podiam investir recursos financeiros em soluções que a ajudassem a produzir mais, a popularização das tecnologias e de seus dispositivos também permitiu que essas novidades também chegassem às pequenas empresas. Hoje em dia, há inúmeras soluções em tecnologia disponíveis, cabendo no orçamento e na necessidade de cada companhia. Conheça algumas delas. 1. Criando um aplicativo Criar um aplicativo é uma das maneiras mais populares que as empresas encontraram para fazer um canal de comunicação inovador com seus clientes, intensificando seu engajamento e a fidelização. Isso tem a ver com o fato de que há 168 milhões de smartphones em uso no Brasil (serão 221 milhões em 2020) e que esses aparelhos se tornaram a principal porta de acesso à internet no país. Dentre as principais vantagens de se criar um aplicativo, estão a possibilidade de transformar seu negócio em “full-time”, já que seus produtos ou serviços podem ser acessados e adquiridos 24 horas por dia. Outro ponto positivo é o acesso aos dados de seus clientes, o que facilita o planejamento de vendas futuras e o mapeamento dos consumidores de seus produtos. Podemos destacar, ainda, a criação de uma relação mais próxima com os clientes, aumentando o valor de sua marca e o engajamento dessas pessoas com relação aos seus produtos. 2. Desenhando um site com a cara da empresa Na era digital, o site da sua empresa é como um cartão de visitas, ou seja, é responsável pela apresentação dos seus serviços aos clientes que o acessam. Por isso, é importante que haja um investimento no desenvolvimento de um site que tenha a ver com o produto que você vende. Dessa forma, você pode optar por dois caminhos: a compra de templates já existentes (e que você

    Confira 4 passos para otimizar os processos da empresa

    março 31, 2017
    Para liderar o mercado, é preciso otimizar os processos da empresa continuamente. Isso porque, com o aumento da competitividade, somente as mais preparadas conseguem manter suas atividades por vários anos. Muitos podem até culpar a crise ou a concorrência, mas a verdade é que a responsabilidade quase sempre é das próprias companhias! Elas escolheram ficar rígidas, se apegaram a processos ineficientes e não souberam responder aos momentos de adversidade. Com o tempo, os custos operacionais continuam elevados e a qualidade dos produtos e serviços ofertados não é capaz de ultrapassar os concorrentes. Assim, o caminho para a falência se torna certeiro. Para evitar que isso ocorra em seu negócio, siga os 4 passos a seguir: 1. Identifique as etapas O primeiro passo para a otimização envolve descobrir quais atividades constituem um processo dentro da sua empresa. Vale lembrar que os processos se qualificam como sequências contínuas de fatos ou operações que apresentam certa unidade ou que se reproduzem com certa regularidade. Além disso, é importante identificar que cada procedimento produz, ao final, determinado produto para clientes internos ou externos. Vamos falar da aquisição de um determinado suprimento, por exemplo. Os seus passos são: Solicitação do suprimento por um colaborador ou uma equipe; Análise do pedido pelo setor de compras; Realização de pesquisa de preços e coleta de orçamentos; Consolidação da tabela comparativa de preços; Apresentação dos resultados para a gestão de compras; Aprovação da compra dentro de um desses orçamentos; Negociação e realização do pedido; Acompanhamento do pedido e cadastro do fornecedor; Recebimento e registro do produto entregue. Conforme você pode ver, há uma série de etapas sequenciais envolvidas. O resultado é um produto para um cliente interno — o colaborador ou a equipe que requisitou o suprimento. 2. Analise os processos Há diversas formas de lidar com os processos: você pode considerar que, além de caros e ineficientes, trazem mais dores de cabeça do que bons resultados. Com isso, decide que devem ser inevitavelmente eliminados; em outro caso, você identifica processos ruins, mas percebe que há a oportunidade de otimizá-los; também é possível perceber que algumas operações são adequadas e eficientes, porém ainda podem ser otimizadas. É interessante, então, tomar medidas para melhorá-las; há, ainda, aqueles que estão em alto nível de custo-benefício e eficiência. Nesse caso, não se deve mexer em time que está ganhando. Para saber por qual dessas situações você está passando, responda às seguintes perguntas: Quais os objetivos intermediários desse processo? Quais os objetivos finais? Quais são os resultados para a empresa? Quantos colaboradores estão envolvidos? Os serviços de quais setores internos são necessários? A operação envolve terceirização ou serviços externos? Como é o fluxo de informação? Qual é o custo de cada etapa? ?Esses são somente alguns dos questionamentos possíveis — e sua empresa pode adaptá-los para a sua realidade. 3. Reformule Nessa etapa, as informações dos passos anteriores são reunidas para a elaboração de um plano de ação que otimize cada um dos processos. Ele deve conter os seguintes itens: Custo Você precisa buscar formas de

    Como a otimização dos processos pode mudar a gestão da sua empresa

    março 29, 2017
    Hoje em dia, em um cenário de crise e com uma concorrência cada vez maior, torna-se essencial para as empresas o investimento em soluções de otimização dos processos. Com isso, é possível aumentar a produtividade, a eficiência e os custos das tarefas diárias. Para atingir essas mudanças, a otimização investe na identificação dos processos e no encontro de soluções tecnológicas e gerenciais ideais. Atualmente, contamos com ferramentas muito avançadas, mas que são pouco exploradas por muitos negócios que têm medo de sair da zona de conforto da gestão tradicional. Então, se você quer saber como levar sua empresa a outro patamar, não deixe de ler nossas dicas a seguir: Aumento da Eficiência Depois que um negócio otimiza com êxito a sua gestão de processos, eles inevitavelmente tornam-se mais eficientes. Afinal, a otimização é um procedimento complexo, que leva a sua empresa a um momento de reflexão e introspecção. Dessa forma, é possível identificar todos os pontos fracos e fortes de cada colaborador em cada tarefa. Além disso, grande parte da otimização vai envolver se livrar de sistemas ineficientes e automatizar tantas tarefas quanto possível. Tudo isso permite que sua equipe não precise mais se envolver em tarefas repetitivas e cansativas. Assim, você pode utilizar as habilidades deles onde são realmente essenciais. Resultados de alta qualidade Outro ponto muito importante da otimização é a melhoria da qualidade de todos os seus processos organizacionais, reduzindo, assim, o número de erros dispendiosos e obtendo resultados muito melhores. Quando desenhamos um processo e não checamos periodicamente a sua qualidade, não podemos saber o que realmente deu certo. Afinal, nem todo o planejamento funciona adequadamente na prática. Também, assim como no item anterior, a tecnologia será essencial. As empresas que implementam um conjunto bem projetado de soluções de gerenciamento de processos colhem resultados muito melhores. Departamentos com maior accountability Com um conjunto otimizado de processos de negócios, as organizações podem aumentar a prestação de contas em todos os níveis. Sistemas automatizados e práticas de gerenciamento otimizadas garantem que as ferramentas adequadas de monitoramento e geração de relatórios estejam disponíveis para reduzir os riscos de erro humano, fraude e outros tipos de perdas. Um dos maiores desafios da gestão moderna é a transparência. Com empresas abrindo o capital e buscando investimentos no mercado financeiro, demonstrar a saúde da gestão da empresa tem se tornado uma exigência. Caso contrário, a possibilidade de expansão será bem limitada ou atrasada. Aumento do acesso a informações precisas Todo mundo no seu ambiente de tr Hoje em dia, em um cenário de crise e com uma concorrência cada vez maior, torna-se essencial para as empresas o investimento em soluções de otimização dos processos. Com isso, é possível aumentar a produtividade, a eficiência e os custos das tarefas diárias. Para atingir essas mudanças, a otimização investe na identificação dos processos e no encontro de soluções tecnológicas e gerenciais ideais. Atualmente, contamos com ferramentas muito avançadas, mas que são pouco exploradas por muitos negócios que têm medo de sair da zona de conforto da gestão tradicional. Então, se você quer
    Load more